Vamos ser mais saudáveis?

Hoje eu fiquei me perguntando sobre o que escrever para vocês que você interessante e não entediante. Nem todo mundo gosta de falar de alimentação saudável, praticá-la então é quase impossível ou impensável...
"pausa"

Em tempo...falando sobre a Nara e suas restrições depois de tantos dias que falei sobre isso aqui no blog...ELa continua com as mesmas restrições, teve algumas recaídas mas nada tão grave como antes mas continua firme e forte, entendendo que agora, mais do que nunca, ela precisa seguir todas as recomendações. Começou a homeopatia e tem ajudado bastante. Teve um princípio de crise de asma e bronquite que sempre vira sinusite mas consegui controlar com homeopatia e própolis puro com mel.

"desapausa"

No post de hoje, lancei ali acima, no assunto, uma pergunta:

"Vamos ser mais saudáveis?"





Hoje em dia, nesse mundo em que vivemos, de correria e com facilidades para o dia-a-dia no quesito alimentação, geralmente optamos por comidas não saudáveis em 7 dos 7 dias da semana.

Quem sofre com isso somos nós mesmos, com nossas escolhas erradas e claro que já estamos carecas de saber disso tudo e continuamos optando pelo que não deveríamos inclusive para os nossos filhos. Eu mesmo dou minhas escapulidas...isso é inevitável!!

Estava lendo uma matéria na revista Marie Claire e me alertou para o tema do post...na matéria eles falam sobre livrar o corpo das toxinas e o início da matéria tem relação com nosso post de hoje. Eles dão exemplos do que devemos fugir no dia-a-dia e é exatamente o contrário do que fazemos...eu me incluo nessa também! :)

Uma parte da matéria que gostaria de ressaltar e que poderá ser lida na íntegra aqui
Mantenha-se longe de...
Corantes, conservantes artificiais, agrotóxicos e fertilizantes químicos presentes em muitos alimentos são os principais fornecedores de toxinas que acabam acumuladas no organismo. Algumas dessas fontes são:

• Refrigerantes
• Doce e açúcar branco
• Adoçante artificial
• Café e chá preto em excesso
• Carne vermelha e embutidos (bacon, linguiça, salame)
• Pimenta-do-reino, sal
• Gordura saturada (margarina, biscoitos, sorvetes)
• Frituras


Perceberam que tudo isso aí faz parte do nosso dia??? Será que é possível, todos os dias, fazermos pelo menos UMA escolha saudável em nossa casa, para alimentar nossa família? Você consegue? Consegue resistir a alguma guloseima e orientar seus filhos sobre a importância da alimentação saudável?

Algumas idéias que funcionam pra nossa família:



Se tiver que usar açúcar, opte pelo mais orgânico que encontrar e de preferência que seja cristal e não branco. Aqui uso um orgânico que é ótimo e faço sorvete pra Nara. Hoje fiz de manga com açúcar. Bati no mixer duas mangas + açúcar orgânico (cristal) e coloquei em forminhas de gelo pra ela ir comendo os cubinhos. Ela devorou os cubinhos!



Suco só faço na hora que ela vai tomar...laranja, limão, maracujá...a água de coco só abro na hora dela beber e não guardo pra depois. Na rua, sempre procuro uma opção que faça o suco na hora e se não achar, vai de água mineral mesmo.



Não comprar bolo industrializado e sim fazer em casa, com ingredientes saudáveis, trocar parte do trigo por trigo integral e não altera o paladar. Acrescentar aveia nas receitas...usar temperinhos naturais...saladas e frutas não podem faltar em casa e sem essa de que dá preguiça preparar :)



Você já parou pra ler o rótulo e ver todos os ingredientes de um inofensivo pacote de bolo ou de pão de forma vendido no mercado? Então dá um espiada. É com isso que nos intoxicamos todo dia...e aí vem a gordura, o inchaço, a fadiga entre outros brindes que levamos pela alimentação rica em conservantes e todos os antes possíveis. Minha mãe não acreditou o pão bisnaguinha da Panco tinha tanta coisa...falei pra ela ler o rótulo e ficou incrédula com a quantidade de coisas que colocam pra conservar, amaciar, não mofar, aromatizar, saborizar e por aí vai, num simples e aparentemente inofensivo pão. Não podemos esquecer de um vilão...o sódio, que está presente hoje até em alimentos doces...em chá pronto, refrigerante...não tem como fugir dele se for consumir algum alimento industrualizado.


Vamos falar mais sobre esse tema aqui nos comentários? Conte pra gente sua rotina, sua insatisfação com a rotina alimentar em casa e no trabalho...se precisar, dou dicas pra montar um cardápio saudável com base no que vocês gostam e de repente já é um início!! É só escrever!!!

8 Comentaram - COMENTE AQUI:

Test-drive de produtos: copinho Tupperware

É tão bom quando nossos filhos aceitam beber seus líquidos em copinhos. Sinal que o desmame não foi traumático, e agora estamos a um passo do copo sem biquinho de treinamento.


Primeiro, a gente busca aqueles copinhos que não pingam (porque as crias acham de girar e jogar os copos quando você acabou de colocar uma roupa branca, ou porque eles saem andando pela casa e deixam pingos de recordação pelo caminho).

Depois que eles se acostumam, você passa para aquele copinho que pinga e sai bastante, que é para o filhote ir se acostumando a virar o copo com cautela.

E foi nessa etapa que optei por utilizar um copinho da Tupperware. Bem bonitinho, com material de primeira (como é a Tupperware) e bem resistente. Vem o copo em si, uma tampa, e uma tampa com biqueirinha (que pode ser removida para limpeza).

Tudo muito prático, até o dia em que olhei pelo biquinho. Cara, eu assustei! E eu sou bem encanada com essas coisas de limpeza de bicos, mamadeiras, chupetas e afins. Bicos de mamadeira não duram mais de 3 meses em casa, assim como chupetas. Vira e mexe são fervidos (antes de 1 aninho fervia em toda limpeza). Mas pô, copinho, né… Lava com a esponja da cozinha (porque a escova de mamadeira não alcança o bico), enxágua e pronto. Que nada! O bico estava preto de sujeira que foi acumulando. Acabei me sentindo a mãe mais porca do mundo, tanto que dei um talento na tampa antes de tirar a foto! (E a vergonha, a gente enfia onde?).

Percebam como acumula sujeira no bico, nos encaixes… uma lástima! Tive que lavar com a ponta de uma faca, o que acaba cortando o material e criando lindos ninhos de amores para bactérias. Vou é jogar o bico o lixo, mas guardarei o copo… é bem resistente, fácil de limpar e não fica com cheiro ou mancha.

Pois é, gente, recomendo utilizarem esses R$15,00 num copo mais limpinho, tá?
Ah! E vale lembrar que só utilizei o copo com líquidos frios, já que, até onde eu sei, esse tipo de plástico tem Bisfenol A.

Jokas da d. dIIIRCE 

2 Comentaram - COMENTE AQUI:

Colo vicia?

Hoje eu vou falar sobre a necessidade que o bebê (ou alguns deles) têm de aconchego.
Imagine você que quando o bebê está dentro da barriga da mãe tudo é tão apertado, ele fica ali envolvido e protegido. E o bebê nasce, e de repente ele chora sem motivo aparente, você já amamentou, trocou… o que pode ser?
Ele não veio com defeito, ele veio com necessidades, e uma delas assim como a de se alimentar é a de estar no colo. Eu sei, muita gente vai falar que eu to exagerando, que eles têm que acostumar a ficar sozinhos, mas eu tive 2 experiências na vida e estou na terceira e posso afirmar:
Colo vicia. A mãe.
Meu primeiro filho, o Mateus, eu era bem novinha (cof cof) tinha 16 anos. Tudo o que o pediatra falava pra mim era lei. E uma das coisas que ele me falava é que bebês nascem fazendo manha.”Deixa chorar até ele aprender.” E fiz isso com ele, mas meu instinto apitava forte me falando que algo estava errado. Toda vez que ele precisava dormir chorando ele ficava o dia todo irriquieto. Melhor era quando ele adormecia no meu colo ou no peito.
Com o Gabriel já foi diferente, eu fui atrás de informações sobre isso e cheguei em vários sites que não recomendavam mais deixar o bebê chorar. Quando os bebês estão chorando é liberado uma substância no cérebro chamada cortisol, é o hormônio do stress. Essa substância não faz nada bem pra um cérebro que precisa aprender várias coisas em uma velocidade absurda como os nossos bebezinhos. Sabendo disso resolvi: não vou deixar o bebê chorando até ele dormir ou se acalmar.
Ok… mas e quando você precisa fazer algo, atender um telefone, responder um email, fazer um lanchinho (gente, mãe come sabia??? ) ir na padaria, assinar algum documento, e o bebê lá chorando!
É aí que entram os slings ou carregadores de bebês. Colo e aconchego como eu já disse é uma necessidade que eles (bebês) têm. Mas mães, pais, avós tem suas atividades também. O sling pode ajudar e muito nessas atividades simples porque mesmo com o bebê no seu colo as mãos estão livres. Quanto mais você supre essa necessidade menos eles vão precisar e reclamar por ela.
Eu percebo que o Gabriel e a Lais choram muito menos que o Mateus, obviamente porque eu não deixo eles lá chorando. O Gabriel é um menino que foi carregado no colo sempre que eu podia, mas é muito independente! Colo não vicia o bebê ou a criança. Quem fala isso para as mães deve sofrer de abstinência, isso sim!
É isso, enquanto e quando puder dê colo pro seu neném. Um dia eles crescem e você vai sentir saudade disso tudo, te garanto.
BjoS!

8 Comentaram - COMENTE AQUI:

Serviço de utilidade publica: Programa possibilita acesso a tratamento para infertilidade

Serviço de utilidade publica

Hoje venho postar para vocês as informações de uma alternativa para quem já tem diagnóstico de infertilidade. Espero que possa auxiliar a quem ainda não conseguiu realizar esse sonho!



Programa possibilita acesso a tratamento para infertilidade

Casais com condições econômicas restritas podem realizar o sonho de ter filhos com desconto nos medicamentos e sem fila de espera

No Brasil, um em cada seis casais apresenta problemas de infertilidade. Considerada após um ano de tentativa sem a utilização de método anticoncepcional, a dificuldade de conceber atinge boa parte da população, independente de nível salarial e grau de escolaridade. Para atender o público com condições econômicas restritas, que não pode pagar integralmente por um tratamento, foi criado o Programa Acesso, uma iniciativa de inclusão social que propicia um desconto de até 50% nos medicamentos para infertilidade e a possibilidade de um abatimento nas despesas de atendimento médico.

Criado em 2006 pela Vidalink - empresa líder do mercado de Gestão de Benefícios de Medicamentos -o Acesso conta com o apoio de 99 clínicas em 34 cidades brasileiras e da Merck Serono. Para fazer parte do Programa, o casal precisa ter renda de até R$4.511 e patrimônio de até R$ 120 mil.




O primeiro passo é fazer o cadastro no site www.queroterumfilho.com.br ou ligar no 0800 11 33 21. Neles estão todas as informações para o envio da documentação. São necessárias cópias da receita médica, atestando que o paciente está apto para iniciar o tratamento de reprodução humana, e da última declaração de Imposto de Renda, individual ou em conjunto, dos cônjuges.

Após a avaliação da capacidade econômica do casal, a Vidalink tem até dez dias úteis para dar um retorno ao paciente sobre sua aprovação no programa. No caso da inclusão, o paciente é encaminhado para o Programa Acesso e para a clínica, que dá início imediato ao tratamento com desconto especial. Em quatro anos, o Acesso já beneficiou mais de 6.900 casais inscritos.

5 Comentaram - COMENTE AQUI:

Receitinhas práticas para pessoas sem tempo

Olá meninas!

Hoje trouxe algumas receitinhas muito legais e práticas para pessoas sem tempo! Que tal experimentar?



Tabuleiro de Pão Amanhecido

Ingredientes: 6 pães franceses amanhecidos, 4 xícaras de chá de leite, 4 ovos, 1 colher de sopa de margarina, 3 xícaras de chá de açúcar, 100 gramas de uvas-passas, 250 gramas de coco ralado

Como fazer: Corte os pães em rodelas de 2 cm e forre um refratário grande. No copo do liquidificador, bata o leite, os ovos, a manteiga e o açúcar. Coloque a mistura, cuidadosamente sobre os pães. Salpique o coco ralado e as uvas-passas e leve ao forno até que as laterais mudem de cor (cerca de 40 minutos).



Bolo de Bom-bocado

Ingredientes: 1 lata de leite condensado, 1 lata de leite de vaca, 3 ovos, 1 pacote pequeno de coco ralado, 1 colher de sementes de erva-doce (caso queira)

Como fazer: Ponha no liquidificador todos os ingredientes menos a erva-doce. Bata até formar uma mistura homogênea. Transfira para uma tigela e acrescente as sementes de erva doce e misture bem. Despeje em uma forma untada e enfarinhada e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 20 minutos ou até dourar. Corte em quadradinhos sirva em temperatura ambiente. Caso queira também pode ser assado em forminhas de empadas.



Pizza Rápida

Ingredientes Massa: 1 envelope de tempero sazon da sua escolha, 4 colheres de sopa de óleo, 1 xícara de chá de leite, 1 colher de fermente em pó, 2 xícaras de chá de farinha de trigo.

Ingredientes do Recheio: 4 tomates , 200 gramas de mussarela, 1 colher de sopa de azeite, folhas de manjericão e temperos de sua preferência.

Modo de preparo da Massa: Em uma tigela misture todos os ingredientes até obter uma massa firme que desgrude das mãos. Cubra com papel alumínio e deixe descansar enquanto prepara o recheio.

Modo de preparo do recheio: Retire as sementes dos tomates e corte em cubinhos , misture com os demais ingredientes e reserve.

Montagem: Abra a massa em uma superfície enfarinhada e forre o fundo de um refratário médio. Espalhe o recheio por cima e lve as forno médio, pré-aquecido  por cerca de 30 minutos ou até que a massa esteja assada e a mussarela derretida. Sirva a seguir!



Macarrão de panela de pressão

Ingredientes: 1 pacote de macarrão tipo penne ou parafuso, 2 latas de molho pronto 500ml de água ou 1 caixa de creme de leite 2 gomos de lingüiça calabresa 100g de parmesão ralado sal, orégano e pimenta a gosto

Modo de preparo: Coloque todos os ingredientes na panela, misture e feche. Depois que pegar pressão conte 3 minutos. Abra a panela, salpique parmesão e sirva quente.

4 Comentaram - COMENTE AQUI:

Volta às aulas: recados às mamis

Mãe,
Hoje será meu primeiro dia de aula. Estou um pouco assustado, pois não sei para onde vou, nem que negócio é esse de escola. Você disse que vai ser legal, que vai ter a tia, um monte de amigos, mas eu não estou gostando muito disso não. Por isso, achava legal você ficar um pouquinho comigo, até eu me acostumar com o lugar, com as pessoas. Você sabe o quanto é estranho a gente ficar num lugar onde não conhecemos ninguém.
Depois que eu me acostumar, você até pode me deixar lá todo dia. Mas é bom você sempre conversar com a tia e  com as outras mães, para saber se está indo tudo bem. Tem coisas que eu ainda não sei falar, e não vou conseguir te explicar. Tem uma tal de agenda, que vai e volta. Escreva coisas importantes para a tia e peça para ela escrever também. Mas nada de escrever um livro, porque minha vida não é novela. Um recadinho basta. Se o assunto for se estender, é melhor falar direto com a tia, tá? Também acho legal você ir a todas as reuniões, para ficar bem orgulhosa de mim!
Dizem que nas escolas tem festinhas. E nem pense em perder um minuto de qualquer uma delas. Eu vou ficar te procurando no meio daquele monte de gente e, se não te achar, vou ficar com medo e achar que você nem liga para as coisas que faço. Não precisa também se empolgar e mostrar para todo mundo que sou seu filho, porque aí eu vou morrer de vergonha, posso perder a concentração e errar a coreografia ou a letra da música. Um tchauzinho já está bom.
É importante também você me ajudar com o dever de casa e a organização do material. Tenho muitas coisas para pensar – como a hora do meu desenho favorito, a brincadeira que estou planejando, as coisas que vou fazer na casa da vovó, a desculpa que vou dar para a próxima “arte” –, e posso me esquecer de fazer algo que a tia pediu. Sabe como é vida de estudante, né, mãe?
Sempre atualize nossos telefones com a tia da escola. Vai que eu fique com muita saudade, e ela resolva te ligar. Se eu não achar você, mamãe, vou chorar e ficar com medo. E se eu me machucar? E se eu ficar dodói? Então deixa até o telefone da casa da vovó também.
E nunca, nunca se atrase! Posso não ligar muito quando você chega, porque parece que esse negócio de escola é legal, mas esperar alguém que diz que vem, e não vem, é horrível. E se você prometeu, tem que cumprir. Não é assim que você ensinou? Imagine eu, sozinho, esperando a mamãe, enquanto todas as crianças já foram embora? Vou me sentir abandonado, largado. Então se programe para isso nunca acontecer, tá?
Ah! E na hora em que me deixar na escola, não chore. Primeiro porque é o maior mico, segundo, porque, se você diz que a escola é legal, por que você vai chorar, hein? Assim eu vou ficar confuso e chorar também. Um beijo bem carinhoso, um tchau e uma promessa de que vai voltar na hora já bastam. Se eu chorar, aguenta firme e pede para alguém me distrair com algo bem legal.
Com amor
Seu filho

Espero poder seguir à risca esta cartinha que imaginei ser escrita pelo meu pequeno que começa a frequentar escolinha na próxima segunda.
Culpa mode off, vou só pensar no tanto de coisas que ele vai aprender, o quanto vai se divertir, e me lembrar dos tempos maravilhosos de escola!
Boa volta às aulas a todas as mamães e filhotes!
Jokas da d. dIIIRCE minidirrrce
dircetdm

11 Comentaram - COMENTE AQUI:

Premium Blogspot Templates
Copyright © 2012 TDM Magazine